Com tanta gente nova chegando ai no mundo de Tex Willer fica difícil recomendar por onde começar. “Mas onde eu começo?”, “É desde ele pequeno?”, “As Graphic Novel são do quê???”. Calma, a gente elaborou esse guia rápido para estas dúvidas!

De onde vem e para onde vai?

A primeira coisa que você deve entender sobre Tex Willer é: ele é um personagem que este ano completa 70 anos de história. Foi criado por dois italianos, Aurelio Galleppini (desenho) e Gianluigi Bonelli (roteiro), lá no distante 1948.

A primeira aparição de Tex foi na revistinha “Júnior”, em seu número 28, publicada em 25 de fevereiro de 1951. A série teve três formatos de publicação: talão com uma tira, talão com duas tiras, e, a partir do número 264, passou a um formato maior de 13,5 x 17,5 cm, já com outros enredos que não Tex, que se estenderam até julho de 1957, quando foi efetivamente encerrada.

Em 1971, Tex ganhou cara nova com a Editora Vecchi e começou uma série independente e que não parou mais. Passando pela Rio Gráfica e Globo, o personagem veio para a Editora Mythos em 1999, já no número 251 da série regular.

MAS E AGORA COMO EU LEIO TUDO ISSO???

Calma jovem, não entre em pânico. O segredo de Tex está na sua relativa autonomia de publicações, ainda mais as das novas séries. Você consegue ler qualquer material sem ter que, obrigatoriamente, ter passado pela cronologia exata da saga “texiana”.

Curti a Graphic Novel. Tem mais?

Sim! A série Graphic Novel é uma excelente pedida que chegou na Mythos. Seguindo a matrona italiana, a Editora apostou nesta nova linha e deu certo.

A proposta, a princípio, é trazer uma série mais “livre”, em que lacunas do passado de Tex possam ser contempladas sem aquele conservadorismo que o personagem tem nas séries regulares.

E para privilegiar isso, são convidados a escrever e desenhar, não só os grandes nomes vinculados à Tex, mas como e também outros muito conhecidos por outras obras, como o caso de Paolo Serpieri, que abriu a coleção com “O Herói e a Lenda”, um título tão singular e incrível, que ganhou um grande capítulo de apresentação não só da história (escrita e desenhada por ele), mas como e também da inserção desta nova linha no mercado.

Deu tão certo a coisa que logo vieram mais cinco. Todas são histórias especiais e FECHADAS. Não tem arcos de histórias e não guardam ligação direta umas com as outras. São curtas, de 50 páginas. Dai você pode pensar: mas estou tão acostumado com histórias enormes de Tex, porque essa teria qualidade? A diferença se vê no roteiro, que foi pensado e construído para compor uma história de 50 páginas 😉

Um detalhe que encanta muito os leitores nesta série é justamente o fato delas serem coloridas. E as cores não são como as comuns que são vistas nas publicações de Tex.

A série foi pensada para ser única.

Entendi. Mas e qual a ordem que elas foram publicadas?

Embora a primeira publicação tenha sido considerada a “número 0” pela Sergio Bonelli Editore (prefácio de Frontera!), todos a chamam de volume 01. Cabe aqui considerar duas coisas: elas são numeradas mas não são sequencias de histórias e, o fato de serem numeradas não implica na leitura cronológica de suas publicações. É importante que estas afirmações fiquem bem claras.

Bora verificar a ordem?

NúmeroTítuloRoteiroDesenho
0O Herói e a LendaPaolo SerpieriPaolo Serpieri
1Frontera!Mauro BoselliMario Alberti
2Drama no DesertoMauro BoselliAngelo Stano
3Desafio no MontanaGianfranco ManfrediGiulio De Vita
4O VingadorMauro BoselliStefano Andreucci

Eu gostei do jovem Tex. Tem mais dele?

Tem. Uma nova e incrível história que contou um pouco mais sobre o passado do Ranger foi a história publicada na Tex Gigante (p/b) número 32 – O Magnífico Fora da Lei. Desenhada por Stefanno Andreucci e com roteiro do mestre Mauro Boselli (OLHA A COINCIDÊNCIA), a história de 242 páginas conta ainda mais sobre fragmentos do passado de Tex (contados por ele mesmo em flashbacks).

Ah, e tem mais uma dica: recentemente, na Tex Anual nº19, foi contado o passado mais remoto de Tex, quando ele ainda era um… projeto, por assim dizer. Desde quando ele estava na barriga da mãe até um mocinho mais impetuoso, passando por mais flashbacks até chegar num belo final.

Com roteiro de Mauro Boselli e desenhos do sensacional Del Vecchio, “Nascimento de um Herói” é sem dúvidas um clássico moderno de Tex, de leitura obrigatória para quem vem chegando.

Se eu quiser ler mais, tem algum roteiro para seguir?

Não. Como nós já prevenimos, Tex não demanda, obrigatoriamente, um roteiro. Várias destas publicações são recheadas de referências para que você, leitor, possa buscar mais embasamento de histórias.

É difícil uma catalogação exata de publicações, mas vale um roteirinho base para quem tá chegando agora:

SérieHistória fechada?Tem ordem cronológica?Inéditas?Quantidade de páginas?P/B ou cores?
Tex ColeçãoNão. Elas tem arcos de 2 ou 3 números seguidos.Sim.Sim (ver explicação abaixo da tabela).114 páginasP/B
Tex Regular (mensal ou normal)Não. Elas tem arcos, em geral de 2 ou 3 números seguidos.Não.Sim (ver explicação abaixo da tabela).114 páginas.P/B
Tex Edição HistóricaSim. Sim.Não. Republica os arcos fechados de Tex Coleção.Mais de 120 páginas. Variável.P/B
Tex OuroSim. Não.Republica arcos que já saíram em outras séries.Mais de 120 páginas. Variável.P/B
Tex PlatinumSim.Não.Não. Republica histórias da anual e outros arcos fora das regulares.Mais de 200 páginas. Variável. P/B
Tex AnualSim.Não.Sim. Mais de 200 páginas. Variável.P/B
Tex Gigante Sim.Não.Sim.Em média, 240 páginas.P/B
Tex Especial ColoridoSim.Não.Sim.Em média 140. Variável.Colorido
Tex AlmanaqueSim.Não.Sim.Em média 130. Variável.P/B
Tex Graphic NovelSim.Não.Sim.50 páginas.Colorido

Aqui vale uma última explicação. EM ALGUNS CASOS, histórias publicadas na Tex Coleção SERÃO encontradas na Mensal e vice-versa. Neste caso, vale uma pesquisa antes de se decidir por qual delas seguir se sua intenção for colecionar estas séries.

Mas conta ai, por onde você começou? E aos leitores veteranos, que tal dar uma ajudinha para os novatos?

Facebook
Twitter
RSS
Google+
http://mythologico.com.br/o-guia-para-novos-e-antigos-leitores-de-tex-as-novidades/
Joana Rosa Russo
joanarrt@gmail.com

4 thoughts on “O Guia para novos [e antigos] leitores de Tex: as novidades”

  1. Valeu pelo post Joana. Estava meio perdido com o Tex mas aos poucos vou entendendo como funciona. Estou me divertindo bastante lendo e ja digo que o Kit Carson é o melhor personagem de longe kkkk. E que arte fantástica essa do Tex 32, pena que ja esta esgotada. Agora, Joana, fala pra mim que falta pouco pra vocês abandonarem esse papel jornal. =/ Me da uma tristeza de ter pego aquela historia recente com a Lupe e ver uma arte dessa no papel jornal e pequenininha.

    1. Oi Bernardo! Que bom que você gostou! Logo mais faremos um especial só sobre séries que foram extintas, assim você também terá um super guia para consultar quando tiver dúvidas! O Kit Carson é um dos melhores personagens! Até eu sou apaixonada por aquele velho Camelo (ou camelo velho?!)! Quanto ao papel, por hora não posso dizer muita coisa, porque até onde eu sei, esta possibilidade não é uma opção muito boa. Infelizmente sabemos que com esse “up” do papel, o preço sofreria uma boa alteração, o que pode atingir diretamente o consumo pela maior parte do pessoal. Mas a gente sempre, sempre, sempre encaminha todas as solicitações dos leitores! Quem sabe uma hora não tem essa adequação? Alias, você já chegou a ver aquele lindo livro ilustrado do Civitelli??? A Balada do Oeste? Menino, é de babar… E ele tá em promoção! Dá uma conferida!

      https://www.lojamythos.com.br/117631-o-meu-tex–2-edicao

  2. Olá Joana, excelente matéria. Ajudou bastante. Poderia dizer se a história que saiu em Tex Anual 19 sairá na Platinum?

    1. Oi Marcus! Ela segue a ordem de publicações sim. Então ela vai sair, mas vai ser jogada lá para frente! E muito obrigada pelo comentário! Fico feliz que vocês tenham curtido! Nossa intenção é sempre ajudar vocÊs!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *