Numa trama atual, Nathan Never precisa lidar com um caso estranho e intrigante: o desaparecimento de um jovem é ligado ao cometimento de um crime, aparentemente banal, mas que toma proporções políticas e sociais muito graves.

Em meio a uma época eleitoral, uma rede quase que mafiosa de políticos segregacionistas é descoberta.

Mas antes de lidar com eles, é necessário descobrir o que se passa nas camadas mais fundas do inferno!

Ficou curioso né? Hora de esticar os olhos nesse preview fresquinho!

Corre e garanta já o seu! Clique aqui!

Facebook
Twitter
RSS
Google+
http://mythologico.com.br/preview-nathan-never-inferno/
Joana Rosa Russo
joanarrt@gmail.com

3 thoughts on “[PREVIEW] Nathan Never – Inferno”

  1. Olá. primeiro parabéns pelo blog e, mais do que isso, parabenizo pela forma como você, Joana, responde às perguntas, com a autoridade de uma verdadeira leitora e conhecedora de fumettis e com uma delicadeza ímpar.
    Dessa leva, já comprei os dois primeiros Martin Mystere e Dylan Dog. também pretendo comprar os Nathan Never.
    Três pedidos/sugestões: 1. Ken Parker, creio que vale muito a pena trazer Ken Parker em formato semelhante a esse. 2. Dragonero, já que a Mythos vem firme e forte no gênero fantasia. 3. Julia Kendall, tem os roteiros mais inteligentes, porém enfrenta uma resistência por quem não gosta o formatinho em papel jornal e p&b. Quem experimenta e lê, é fisgado. Vejo duas ótimas opções: a primeira é publicar o especial em cores que saiu na Itália, “Julia. Il mio nome è Myrna Harrod” (não precisa ser capa dura, pode ser em capa cartão mesmo), o que certamente levaria Julia a um público novo, que hoje ainda resiste em ler. A segunda opção é republicar as primeiras histórias nesse mesmo formato italiano, o que também poderia alcançar novos leitores.
    Bem, já me estendi demais. Sucesso e continue interagindo com esse carisma muito bacana.

    Alan Canto

    1. Oi Alan, primeiro, MUITO OBRIGADA! Mas não faço nada disso sozinha, pode apostar! Ao meu lado vem sempre os dois editores, o Julio Monteiro e o Dorival! Eu só colaboro nessa ponte! Mas fico deveras honrada com seus elogios e prometo sempre buscar o máximo para vocês sempre! Rapaz, sério: não perde esses italianos que estão chegando. A coisa é muito boa. Não só a publicação em si mas por causa também das histórias. Nathan Never apesar de um personagem excelente, nunca foi algo que chamava minha atenção. Mas mudei completamente minha percepção depois que eu comecei a ler essa nova série que a Mythos trouxe. Nick Raider eu já era fã e apaixonada, mas confesso que ve-lo em outras histórias numa pegada mais tensa e por vezes mais adulta em algumas partes, me encantou ainda mais. Dylan dispensa qualquer comentário: o personagem é um emaranhado de ideias e teias de sentimentos que envolvem o leitor seja qual for sua história. Martin… Oh, Martin! Como pode um quadrinho sair da técnica histórica à ficção?! Cara é surreal. Eu sou suspeita, eu sei, mas como leitora, sempre recomendo. SEMPRE.

      Quanto ás sugestões, pode deixar, eu vou passar!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *